Agrogenia International
Agrogenia International

Micorrizas. Como utilizar este fungo benéfico Mycosoil e Mycostar

    Já sabe O que são as micorrizas. Encontra-se muita informação científica na web, mostrando as inúmeras vantagens desta associação simbiótica com a maioria das culturas... e agora, quer saber...

   * que micorrizas comerciais são utilizadas na agricultura e quais estão disponíveis no mercado? porque não é igual falar de ectomicorrizas ou de endomicorrizas e, concretamente, das vesículo-arbusculares.

   * como usá-las? a importância da dosagem correta, as técnicas de cultura e o modo adequado de micorrizar, e

   * é realmente importante micorrizar as culturas? Os benefícios são tão vantajosos para as plantas, como para o solo, dado que ajudam a melhorar a estrutura e dão vida ao solo. O solo não é apenas a base para cultivar, mas sim algo vivo que aumentará o seu valor, porque garante rendimentos sustentáveis. E porque, em conjunto com o fornecimento de bactérias, será o substituto da adubação mineral, dado que os químicos estão condenados à redução, devido ao seu efeito contaminante do ambiente.

      Na Agrogenia, há mais de 10 anos que usamos micro-organismos. O nosso objetivo é a fertilização biológica em detrimento da adubação química, porque, com eles, podemos melhorar o aproveitamento hídrico, aumentamos a absorção de nutrientes e, além disso, damos proteção contra patógenos, tornando as plantas mais tolerantes face a doenças fúngicas.

      Colocamos à sua disposição as nossas experiências na maioria das culturas agrícolas (cereais, milho, leguminosas, olival, amêndoa, vinha, culturas de estufa, hortícolas extensivas, etc.). Agora, além disso, com muito mais êxito, ao combiná-las com as bactérias promotoras do crescimento PGPR (pode ler mais na secção Biofertilização ou Tecnologia FullSoil® e verá como é possível reduzir a adubação mineral sem prejudicar os rendimentos, graças a bactérias fixadoras de azoto, solubilizadoras de fósforo e mobilizadoras de potássio).

Efeito das micorrizas nas oliveiras Efeito das micorrizas nas oliveiras

 

 

Estamos em condições de responder a todas estas perguntas devido à longa experiência na sua utilização.

 As micorrizas, ao contrário de outros produtos inorgânicos, são organismos vivos que crescem de maneira diferente em função de parâmetros relativos ao clima, ao solo e à cultura. Portanto, a utilização destes produtos requer um conhecimento preciso de como se comportam os micro-organismos perante as diferentes condicionantes bióticas e abióticas.

A nossa experiência em agricultura e na manipulação de micro-organismos torna-nos conhecedores das circunstâncias nas quais a micorriza se comporta de maneira adequada e das circunstâncias que são adversas para o seu desenvolvimento, tendo as chaves que marcam a técnica adequada que se adapta a cada cultura.

efeito micorriza em cereal efeito micorriza em cereal

Uma das chaves fundamentais é conseguir uma taxa de micorrização adequada, dado que é esta taxa que vai proporcionar os benefícios da simbiose. Abaixo dessa taxa, as vantagens não serão suscetíveis de avaliação. E isso consegue-se, combinando a dosagem e o momento de aplicação em função da cultura, juntamente com os parâmetros agroclimáticos (clima e características do solo) que favorecerão o desenvolvimento das micorrizas.

Na Agrogenia, temos estudos detalhados de culturas muito diferentes:

-           - desde culturas extensivas, como cereais em sequeiro e em regadio, milho, algodão, onde o principal é conseguir um melhor aproveitamento hídrico para elevar a produção, dado que estas culturas costumam passar por stress hídrico em alguma ocasião do ciclo.

 efeito micorriza em pimento

efeito micorriza em planta de tomate efeito micorriza em planta de tomate

-        a culturas lenhosas: olival, amêndoa, citrinos, pistácio, vinha. Nestas culturas, uma boa implantação da cultura costuma beneficiar-nos com uma menor perda de plantas, um desenvolvimento mais rápido para entrar em produção mais cedo e uma ligeira resistência a doenças fúngicas do solo.

-        Culturas intensivas: hortícolas em campo aberto ou em estufa, tomate, melão, pimento, etc. Aqui, o objetivo é aumentar o desenvolvimento radicular, para que a planta mantenha o vigor durante a maior parte do ciclo e, assim, obter colheitas mais homogéneas, que são mais rentáveis.

Em todas elas controlamos parâmetros que fazem da aplicação um êxito. Na Agrogenia, esforçamo-nos por conhecer bem como usar os micro-organismos, fazendo o seguimento das aplicações, para documentar as experiências dos nossos clientes.

As micorrizas e o seu poder fungistático

Quando ocupam um espaço, alguns fungos impedem ou travam o avanço de outros. Como se pode ver no vídeo abaixo, o crescimento das hifas dos fungos abranda até parar quando entram em contacto. Isso significa que, quando um fungo benéfico coloniza um espaço, pode atuar como barreira contra outros não tão benéficos (e ao contrário).

Os micro-organismos segregam umas substâncias que fazem com que diferentes fungos se repilam e não invadam o espaço.

Observe o vídeo e confirmará a nível microscópico.


Llamar